Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos site. Ao visitar nosso portal, você concorda com esse monitoramento e com nossa Política de Privacidade.
Panorama

  • Arroz - Publicada em 30/07/2021

Demanda aquecida de vendedor firme elevam preços do arroz

O distanciamento entre as ofertas de compra e de venda tem limitado a liquidez

Leia também:

Arroz: incerteza sobre demanda em 2021 limita investimentos

Em dezembro, Brasil importou 3º maior volume de arroz da história

Arroz: comprador pressiona e indicador segue em queda



Por: CEPEA - Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada Departamento de Economia, Administração e Sociologia ESALQ - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz USP - Universidade de São Paulo
30/07/2021

Os preços do arroz voltaram a avançar no mercado interno, diante da demanda ativa e da posição mais firme de vendedores. Porém, segundo pesquisadores do Cepea, o distanciamento entre as ofertas de compra e de venda tem limitado a liquidez. O Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros (média ponderada e pagamento à vista) avançou 1,29% entre 6 e 13 de julho, fechando a R$ 70,62/sc de 50 kg no dia 13. No mês, a elevação é de 1,9%. EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES – Segundo dados da Secex, em junho, as exportações de arroz (equivalente casca) somaram 70,17 mil toneladas, volume 19,2% inferior ao registrado em maio/21. As importações, por sua vez, totalizaram 85,4 mil toneladas de arroz (equivalente casca) em junho/21, 9,6% inferior ao registrado em maio, ainda de acordo com a Secex.

Arquivos para download:



Comentários Comente essa notícia