Panorama

  • Cotações e mercado - Publicada em 10/06/2021

Com demanda enfraquecida, indicar do arroz segue em queda há um mês

Esse cenário reflete a demanda interna bastante enfraquecida, principalmente na “ponta final” da cadeia, devido ao atual contexto econômico no Brasil

Leia também:

Consumo de ovos deve continuar elevado em 2021

Após 10 meses sucessivos de alta, IPPA/CEPEA cai em dezembro

Preço médio do boi sobe quase 7% em janeiro



Por: CEPEA - Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada Departamento de Economia, Administração e Sociologia ESALQ - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz USP - Universidade de São Paulo
10/06/2021

O Indicador do arroz em casca ESALQ/SENAR-RS vem registrando baixas consecutivas desde o dia 10 de maio. Segundo colaboradores do Cepea, esse cenário reflete a demanda interna bastante enfraquecida, principalmente na “ponta final” da cadeia, devido ao atual contexto econômico no Brasil, com índice de desemprego elevado e poder de compra fragilizado. Do lado da oferta, muitos vendedores estão retraídos dos negócios, à espera de melhor remuneração.

Esses agentes apontam elevação dos custos de produção nesta temporada 2020/21 e possibilidade de altas ainda mais expressivas na safra 2021/22. Além disso, as unidades de beneficiamento ainda priorizam o cereal depositado, alegando margens apertadas. Esses fatores reforçam a baixa liquidez. Entre 1º e 8 de junho, o Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros (média ponderada e pagamento à vista), recuou 2,2%, para R$ 76,67/sc de 50 kg nessa terça,feira, 8, o menor patamar registrado desde 17 de agosto de 2020, em termos nominais, quando o Indicador fechou a R$ 75,88/sc.
Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos site. Ao visitar nosso portal, você concorda com esse monitoramento e com nossa Política de Privacidade.