NOTÍCIAS /

  • - Publicada em 18/02/2021

Arroz/Cepea: disparidade entre preços se amplia

Compradores esperam que a nova safra tenha maior oferta e preços abaixo do registrado em meses anteriores

Leia também:

Departamento Jurídico

Recursos Humanos

Repórter toma vacina russa e relata efeitos colaterais



Por: CEPEA - Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada Departamento de Economia, Administração e Sociologia ESALQ - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz USP - Universidade de São Paulo
18/02/2021

Com o avanço da colheita da nova safra de arroz no Rio Grande do Sul, tem se verificado certa ampliação na disparidade entre os valores de compra e os de venda do cereal. Segundo pesquisadores do Cepea, compradores esperam que a nova safra tenha maior oferta e preços abaixo do registrado em meses anteriores. Já vendedores ainda seguem receosos quanto à qualidade e ao tamanho da nova safra.

Vale lembrar que houve falta de chuva nos momentos de semeio/germinação e precipitações fortes no período de maturação/enchimento de grãos. Em meio à “queda de braço” entre as partes, as cotações médias seguem pressionadas. Nessa quarta-feira, 17, o Indicador do arroz em casca ESALQ/SENAR-RS (58% grãos inteiros, com pagamento à vista) fechou a R$ 87,59/sc de 50 kg, queda de 1,78% na parcial de fevereiro
Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos site. Ao visitar nosso portal, você concorda com esse monitoramento e com nossa Política de Privacidade.